O compromisso com nossos clientes é o pilar de nossa reputação.

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Secção Única do TJAP nega Habeas Corpus a acusado por morte de sargento da Polícia Militar

Presidida pelo desembargador César Augusto Pereira, o Tribunal de Justiça do Amapá realizou na manhã desta quinta-feira, 12, a sua 411ª Sessão Ordinária de Secção Única. Entre os processos analisados pela Corte da Justiça amapaense destaca-se o processo do processo nº 0000575-23.2018.8.03.0000, que trata sobre ordem de Habeas Corpus com pedido de liminar em favor de José Gabriel de Sousa Bonfim, acusado pela morte do Sargento da Polícia Militar do estado do Amapá, Hudson Conrado. O crime ocorreu em outubro de 2017, quando o Sargento Hudson Conrado foi vítima de homicídio em frente ao Museu Sacaca, localizado na Rua Feliciano Coelho, bairro do Trem. Ele esperava pela esposa que participava de um evento. O militar foi surpreendido por dois homens em uma moto, que dispararam oitos tiros contra a vítima e subtraíram a arma do policial. Os principais suspeitos são José Gabriel e Wendell Clei Ferreira, morto em novembro após troca de tiros com a polícia no estado de Tocantins. Em condição de foragido, José Gabriel teve o nome incluído na lista de procurados da Organização Internacional de Polícia Criminal (INTERPOL), tendo sido capturado em janeiro de 2018 após abordagem em uma barreira policial em Paris, na França. O suspeito está preso preventivamente na capital francesa, aguardando o processo de extradição ser concluído. Na análise do mérito, observadas as condições de admissibilidade da ação contra o suspeito e tendo fortes indícios de sua participação no homicídio, a Corte do Tribunal de Justiça opinou por denegar a ordem de Habeas Corpus, mantendo a prisão preventiva do acusado, de acordo com os votos proferidos pelo relator, desembargador Rommel Araújo. Presidida pelo desembargador César Augusto Pereira, a 411° Sessão Ordinária de Secção Única teve ainda a presença dos desembargadores João Guilherme Lages e Rommel Araújo, além dos juízes convocados Mário Euzébio Mazurek e Alaíde de Paula. O procurador de Justiça, Joel Sousa das Chagas representou o Ministério Público Estadual.
12/04/2018 (00:00)

Contate-nos

Av. Euclides da Cunha  587  D
-  Santa Rita
 -  Macapá / AP
-  CEP: 68901-527
+55 (96) 981085010+55 (96) 991499681
Visitas no site:  37030
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.