O compromisso com nossos clientes é o pilar de nossa reputação.

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Comarca de Porto Grande sedia abertura das aulas do projeto Cidadão Mirim 2018

Aconteceu nesta sexta-feira (09) a primeira aula de 2018 do projeto Cidadão Mirim, realizado pela Policia Militar do Amapá em parceria com a Comarca de Porto Grande, sob titularidade do Juiz Esclepíades de Oliveira Neto. O evento aconteceu no Fórum da cidade e contou com o anúncio da parceria com Amcel - Amapá Florestal e Celulose. O projeto Cidadão Mirim é um programa de educação e inclusão social existente há 27 anos, originário da Policia Militar do Estado do Amapá, que atende adolescentes na faixa etária de 12 a 15 anos, em situação de risco e vulnerabilidade social. Ele está presente nos municípios de Serra do Navio, Pedra Branca do Amapari, Porto Grande, Ferreira Gomes, Mazagão, Itaubal, Santana e na capital Macapá. “Há muito tempo a Polícia Militar implementou esse projeto, por meio do qual policiais voluntários lecionam disciplinas, fazem atividades de educação física e esportes, e também orientação em cidadania para crianças e adolescentes moradores dessas cidades”, ressaltou o Juiz Esclepíades. O magistrado explica que o seu contato com o projeto ocorreu pela primeira vez na cidade de Serra do Navio. “Em 2013 quando me tornei titular da comarca de Serra do Navio, encontrei um projeto inicialmente desenvolvido pela juíza Joenilda Lenzi em parceria com o militar Fabiano Barros, que tinha como objetivo, na época, aparelhar o programa de Serra do Navio”, relatou. Ao ser transferido para a comarca de Porto Grande, o magistrado passou a ter contato com o projeto desenvolvido naquela cidade, e deu continuidade. O Cabo Fabiano Barros, da Policia militar, atualmente lotado no Gabinete Militar do Tribunal de Justiça à disposição da comarca de Porto Grande, é o coordenador do projeto. Ele destaca que as crianças atendidas já participaram inclusive de competições regionais. “As nossas crianças já participaram de competições de esportes em Belém e na capital Macapá. Para mim é uma honra fazer parte da equipe que compõem o projeto, porque as instituições: Polícia Militar e Tribunal de Justiça são instituições sérias e com compromisso social”, ressaltou o militar. O projeto contempla cerca de 40 crianças e adolescentes em situação de risco social. A Polícia Militar afirma que o objetivo é possibilitar a integração e o bom convívio destas crianças e adolescentes com a família, escola e sociedade.
14/03/2018 (00:00)

Contate-nos

Av. Euclides da Cunha  587  D
-  Santa Rita
 -  Macapá / AP
-  CEP: 68901-527
+55 (96) 981085010+55 (96) 991499681
Visitas no site:  22229
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.