O compromisso com nossos clientes é o pilar de nossa reputação.

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Acadêmicos da Faculdade Estácio SEAMA conhecem a estrutura do Poder Judiciário

O desembargador Carmo Antônio de Souza realizou, na manhã desta terça-feira (02), mais uma palestra para acadêmicos de direito, no Plenário do Tribunal de Justiça do Estado do Amapá (TJAP). Exemplificando os sistemas de governo da idade média, onde o rei exercia as três funções do Estado – executar, legislar e julgar –, o magistrado fez um contraponto com os dias atuais, quando já existem os três poderes distintos entre si, destacando a funcionalidade de cada um. Ministrada para alunos do 7º semestre, na reta final do curso, a palestra sobre a Estrutura do Poder Judiciário foi um pouco diferente, como observou a coordenadora do Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) da faculdade, professora Elaine Pereira. “O objetivo é que não somente conheçam a estrutura, mas saibam os caminhos que cada processo percorre e como funciona a estrutura do Tribunal de Justiça, reconhecendo a importância de cada personagem que integra o Sistema de Justiça, desde o advogado até o ministro do Supremo Tribunal Federal”, comentou. O desembargador Carmo Antônio explicou aos alunos o caminho percorrido pelo processo. “Os alunos estão na reta final do curso discutindo em sala a distribuição dos processos e, aqui, eles aprendem na prática se o processo deve ir para um juiz de 1ª de 2ª instância, que é o desembargador, ou instâncias superiores do poder judiciário”, explicou. Um dos alunos presentes é Luciano Pantoja Barros, bancário, almeja a recolocação no mercado profissional e encontrou no direito uma paixão. “A visita ao Tribunal possibilita que entremos em contato com o Sistema de Justiça e mostra que, além da magistratura, a defensoria também é uma área que me agrada, por estar ainda mais ligada ao lado social”, completou. Ainda em sua palestra, o desembargador lembrou que a Justiça brasileira está abarrotada de processos e incentiva a conciliação. “É preciso que o brasileiro entenda que ele pode conciliar seus problemas, sem a necessidade de litigar. Hoje, no Brasil, temos cerca de cem milhões de processos, o que em tese significa que todo cidadão está litigando”, ponderou, acrescentando que “a conciliação é o melhor caminho para que a justiça cumpra o seu papel com a sua máxima potência”.   Assessoria de Comunicação Social Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá YouTube: TJAP Notícias Flickr: www.flickr.com/photos/tjap_oficial Instagram: @tjap_oficial Programa Justiça por Elas- Rádio 96.9 FM Programa Conciliando as Diferenças- Rádio 96.9 FM Programa Nas Ondas do Judiciário- 630 AM Programa Justiça em Casa- Rádio 96.9 FM Programa Justiça Contando Histórias- Rádio Difusora Detalhes Criado: Quinta, 04 Outubro 2018 06:55
04/10/2018 (00:00)

Contate-nos

Av. Euclides da Cunha  587  D
-  Santa Rita
 -  Macapá / AP
-  CEP: 68901-527
+55 (96) 981085010+55 (96) 991499681
Visitas no site:  28924
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.